Quinta, 02 de Dezembro de 2021
30°

Muitas nuvens

Salvador - BA

Educação Bahia

Bahia registra um dos maiores crescimentos de oportunidades educacionais para crianças e jovens, segundo o IOEB

A pesquisa levou em conta o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019 e os dados do Censo Escolar e de formação de professores.

21/10/2021 às 10h45
Por: Redação Fonte: Secom Bahia - (Luana Marinho)
Compartilhe:
Foto: Josenildo Almeida / SECBA
Foto: Josenildo Almeida / SECBA

A Bahia é um dos estados brasileiros com maior crescimento no Índice de Oportunidades de Educação Brasil (IOEB) 2015-2019, conforme pesquisa divulgada na quarta-feira (20), pela Comunidade Educativa Cedac, uma organização da sociedade civil. A pesquisa levou em conta o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019 e os dados do Censo Escolar e de formação de professores, coletados antes da pandemia do novo coronavírus, mas analisa oportunidades ofertadas a crianças e jovens para além do Ideb.

A região Nordeste foi a que mais avançou com relação a 2017 no IOEB. Bahia, Alagoas, Ceará e Piaiú são os estados que reúnem quase metade dos 500 municípios que mais avançaram no oferecimento de oportunidades educacionais. Dos municípios que estão no grupo em desenvolvimento e que mais avançaram entre 2017 e 2019, 27% estão na Bahia.

O IOEB nacional foi de 5,02 e a Bahia registrou 4,4, sendo o terceiro estado com maior crescimento no IOEB 2015-2019, com 22% de crescimento em relação à edição anterior.

O superintendente de Gestão da Informação Educacional da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Rainer Guimarães, fez uma análise dos dados e destacou alguns pontos que são determinantes para este avanço. “De acordo com o IOEB, a Bahia é classificada como um estado em desenvolvimento. O indicador não separa as redes estadual, municipal, federal e privada, assim como faz a classificação por território observando a trajetória do estudante. Mas é animador, pois, na Bahia, as políticas educacionais têm sido marcadas por fatores como o fortalecimento do regime de colaboração entre o Estado e os municípios e ao desenvolvimento de políticas educacionais voltadas ao fortalecimento das aprendizagens”, afirmou.

Ainda segundo o superintendente, na rede de ensino, são muitos os elementos que vêm contribuindo para gerar oportunidades para os estudantes. Ele citou a ampliação da oferta de escolas em tempo integral; os cursos de Educação Profissional e Tecnológica; e o desenvolvimento de projetos como o Mais Estudo, de monitoria em Língua Portuguesa e Matemática e Educação Científica; o Ciência na Escola, que fomenta o estudo da Ciência em sala de aula; o Bahia Olímpica, que estimula a aprendizagem por meio da participação nas olimpíadas dos conhecimento; e o Sistema de Avaliação Baiano de Educação (Sabe), que aplica regularmente avaliações de Língua Portuguesa e Matemática, com base na prova SAEB, além de projetos de arte, cultura e esporte.

Ideb

De acordo com o último Ideb, de 2019, no Ensino Médio, a rede estadual de ensino saltou de 2,7 (2017) para 3,2 (2019). Esse foi o melhor Ideb alcançado pela rede desde que o índice foi instituído, em 2007. Em termos relativos, percentuais, o Ideb da Bahia cresceu 18,5%, sendo o segundo maior crescimento do país. A Bahia também é um dos oito estados com aumento maior do Ideb, 0,5, maior do que a média nacional, que foi de 0,4.

O avanço também foi constatado nos ensinos Fundamental I e II da rede pública, que possuem ofertas pelas redes estadual e municipais. O Ideb demonstrou que, no Ensino Fundamental I (do 1º ao 5° ano), houve um crescimento de 4,7 (2017) para 4,9 (2019) e, no Ensino Fundamental II (do 6º ao 9º ano), o desempenho foi ainda melhor, avançando de 3,4 (2017) para 3,8 (2019)

Fonte: Ascom/SEC

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.