Terça, 25 de Janeiro de 2022
30°

Nuvens esparsas

Salvador - BA

Saúde Colunista

Feliz você novo!!!

A humanidade percebeu a necessidade de contar o tempo, principalmente por questão de sobrevivência

30/12/2021 às 13h48 Atualizada em 31/12/2021 às 10h56
Por: Redação Fonte: Colunista - Patrícia Lima
Compartilhe:
Foto: Reprodução/ Internet
Foto: Reprodução/ Internet

Você já se perguntou como seria a vida caso não pudesse contar o tempo? 

A humanidade percebeu a necessidade de contar o tempo, principalmente por questão de sobrevivência, para ter maior controle do melhor momento para caçar, plantar, mudar-se e até mesmo descansar. As mulheres demoraram muito tempo para compreender que levavam um período de 9 meses para darem à luz um bebê. Dá para imaginar como era difícil manter uma organização interna, psicológica sem ter algo como referência? Como poderiam calcular o prazo para realizar uma atividade ou como traçariam um plano para alcançar um objetivo? Certo é que a contagem do tempo nos traz sentimentos paradoxais, principalmente quando se trata da “virada” do ano. O primeiro sentimento é de alegria, expectativas e renovação pois, teoricamente, está diante de todos a possibilidade da mudança e, de que algo melhor esteja por vir. O segundo sentimento, não é tão glamoroso, está relacionado com a sensação do envelhecimento e, do curto tempo para realizar o que deseja, traz angústia, frustração, melancolia e nostalgia. 

As duas perspectivas acima, podem oferecer uma excelente reflexão: diante da mudança da data, qual mudança você trará para a sua vida? O ano novo não traz nada, além de um estado cronológico de tempo, medido por luas, marés, posição dos astros e divisão disso tudo em ciclos. O que traz mudança verdadeira e significativa é a percepção e interferência individual de cada ser humano em seu próprio tempo, fazendo com que um ano novinho desabroche diante da sua história, do contrário, será apenas uma repetição do que tem sido até aqui. E, por mais que a vida para algumas pessoas, esteja satisfatória, o ser humano traz dentro de si, o desejo contínuo de mudança, seja em coisas grandes, como uma mudança geográfica, emprego ou relacionamento, ou uma mudança pequena, como reformar um cômodo da casa, mudar um hábito ou iniciar uma atividade diferente.

 Então, que tal utilizar estes últimos dias que precedem o novo ano para fazer uma balanço de como anda sua vida? Escreva em seu diário, no celular, algumas das áreas que você pensa em melhorar, ou mudar. Faça uma análise sincera sobre as áreas espiritual, financeira, familiar, saúde, profissional, desenvolvimento, relacionamento…. anote tudo que deseja dar uma nova direção, reflita sobre qual o propósito da mudança, o que deseja alcançar com ela e como se sentirá ao chegar ao objetivo. Não prometa que perderá 20 quilos, ou que pedirá demissão para começar um negócio novo… apenas, calmamente, se aproprie do que está ao seu alcance mudar, e execute, com paciência e estratégia. No decorrer do tempo, no ano que está revelando-se, não fuja do seu propósito, se isto ocorrer, pegue suas anotações e vislumbre sua reflexão e mudanças. 

Sempre desejamos paz e prosperidade aos nossos amigos, parentes e pessoas próximas mas, que tal começar a paz e a prosperidade em si mesmo? Deseje-se, estimule-se, se aproprie das mudanças que precisa e que quer fazer! Aos poucos você sentirá um gostinho todo especial de um ano surpreendente acontecendo diante dos seus olhos. Também não se preocupe com a sensação de que o tempo tem passado muito rápido, e não se compare com outras pessoas que já alcançaram objetivos semelhantes aos seus, use-as como inspiração. O melhor a fazer para ter um ano novo incrível é ser fiel aos seus princípios, tomar decisões e construir o ano passo a passo, na medida do que é possível para você, “RENOVE-SE” com muita ação, uma boa dose de fé e gratidão. 

Feliz mudanças novas para você! Papo de Psi! Se desejar conversar comigo insta é @patricia.limapsi; ou Whatsapp: 71993998807

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.