Quinta, 21 de Outubro de 2021
26°

Trovoada e chuva

Salvador - BA

Saúde Colunista

Os impactos da tecnologia na infância

Uma geração de crianças imersas a tecnologia, elas começam cada vez mais cedo!

27/09/2021 às 20h26 Atualizada em 28/09/2021 às 12h14
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Uma geração de crianças imersas a tecnologia, elas começam cada vez mais cedo!

A habilidade em manusear parece incrível, no primeiro momento, entretanto e importante falarmos sobre os efeitos desses estímulos virtuais nos cérebros dos pequenos.

Isto levanta uma grande questão sobre o futuro dessas crianças. Toda essa enxurrada digital é relativamente nova. Existem inúmeras pesquisas científicas sobre esses impactos ao longo do tempo. O fato é que essa geração ainda está em desenvolvimento e a resposta dessa exposição só vai aparecer na sociedade daqui há alguns anos.

Esse é o grande alerta!

Na área científica já temos dados suficientes que comprovam o que chamamos de plasticidade cerebral – uma adaptação do cérebro em relação aos estímulos recebidos. Ou seja: crianças expostas frequentemente ao excesso de tecnologia modificam o funcionamento e a estrutura das conexões mentais.

Jean Piaget, psicólogo e filósofo suíço foi uma das primeiras pessoas a estudar como o cérebro da criança se desenvolve. Segundo ele, as crianças precisam explorar fisicamente o mundo em torno delas para conhecer, testar suas hipóteses, comparar e acomodar novas ideias. Através da vivência concreta as crianças constroem uma compreensão do mundo à sua volta e tentam compreender novas ideias com base no que eles já sabem e já descobriram.

Em todas as fases da infância as interações face-a-face são as principais formas de adquirir conhecimento, experiência e aprendizagem. E se isso não está acontecendo, as crianças estão perdendo marcos importantes do seu desenvolvimento.

Bom, mas é só um joguinho no celular… Cuidado!

Quando permitimos o uso da tecnologia em excesso, nós estamos modificando o cérebro infantil, dando a ele uma hiperestimulação desnecessária e nociva. O cérebro das crianças não tem maturidade suficiente para lidar com esses excessos.

Ele fica sobrecarregado tentando absorver incontáveis informações (sons, cores, imagens, movimentos) e passa a trabalhar em ritmo acelerado.

Enquanto isso o corpo da criança está parado, estático, falsamente relaxado. Essa disparidade causa um desequilíbrio das funções neuronais, resultando em processos igualmente instáveis: agressividade, ansiedade, irritação, agitação.

Então, qual é o resultado disso tudo?

Já vimos que o desenvolvimento sensório motor e os sistemas neuronais infantis não tem condições biológicas e emocionais para acomodar esta natureza sedentária e o ritmo frenético da tecnologia de hoje.

O impacto do rápido avanço da tecnologia na criança em desenvolvimento tem apresentado um aumento de distúrbios físicos, psicológicos e de comportamento que os sistemas de saúde e educação estão apenas começando a detectar, entender e relacionar.

Alguns dos pontos que já aparecem nas pesquisas são a associação  entre o uso excessivo da tecnologia e diagnósticos de TDAH (Hiperatividade), autismo, transtorno de coordenação, atraso no desenvolvimento, fala ininteligível, dificuldades de aprendizagem, transtorno de processamento sensorial, ansiedade, depressão e distúrbios do sono.

Como posso mudar esse jogo?

Vamos começar por aqui:

Quatro fatores fundamentais são necessários para alcançar o desenvolvimento infantil saudável:

• Movimento

• Toque

• Conexão humana

• Exposição a natureza

Estes tipos de estímulos sensoriais garantem o desenvolvimento de competências necessárias para o crescimento, desenvolvimento, aprendizagem e relações sociais saudáveis.

E o seu filho vai lembrar de você quando ele crescer?

Quais memórias afetivas estamos ajudando nossos filhos a construir?

As famílias de hoje são diferentes. O impacto da tecnologia sobre a família do século 21 está modificando as formas de se relacionar e interagir. Inclusive fazendo-nos esquecer de  valores fundamentais que há muito tempo eram o tecido que mantinha as famílias unidas.

Escola, trabalho, casa, amigos, atividades extras, diversão, compromissos… Os pais agora dependem fortemente de comunicação, informação e tecnologia para tornar sua rotina mais rápida e eficiente.   As crianças agora contam com a tecnologia para a maior parte do seu tempo, limitando desafios à sua criatividade e imaginação.

E lamento confirmar: Isso tem um preço alto não só na saúde física, psicológica e comportamental do nosso filho, mas também na sua capacidade de aprender e se relacionar.

Objetivando:

• Crianças com menos de dois não devem estar usando telas ou dispositivos eletrônicos.

• Procure brincar ao lado de seus filhos e interagir com eles face a face.

• Certifique-se de que o uso dos eletrônicos não interferem na socialização da família e de amigos.

• Evite levar esses recursos para festas, restaurantes ou ambientes em que a criança terá oportunidade de interagir com outras pessoas.

• Substitua jogos eletrônicos por jogos concretos.

• Incentive as refeições em família e amplie momentos de comunicação e interação entre vocês.

• Limite o uso da tecnologia por 30 a 40 minutos por dia no máximo. Isso inclui smartphones, TV, computadores, jogos eletrônicos.

• Quando resolver usar esses recursos, procure aplicativos de qualidade que promovam a construção de vocabulário, matemática, alfabetização e conceitos científicos.

• Mantenha smartphones fora dos quartos e seja você também o exemplo: Desconecte-se de vez em quando!”

Abraços,

Rosana Medina

Neuroeducadora

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rosana Medina
Rosana Medina
Sobre Pedagoga, neuroeducadora, criou o método Medina de ensino, que visa mapear e entender do modo como pensamos e sentimos as experiências. Implantou no colégio da polícia militar da Bahia, trabalha com diagnósticos de aprendizagens, desenvolvimento pessoal e profissional.
Salvador - BA Atualizado às 11h46 - Fonte: ClimaTempo
26°
Trovoada e chuva

Mín. 24° Máx. 29°

Sex 26°C 24°C
Sáb 27°C 24°C
Dom 30°C 22°C
Seg 30°C 24°C
Ter 29°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes