Quinta, 21 de Outubro de 2021
28°

Pancada de chuva

Salvador - BA

Camaçari Cidades

Camaçari mostra avanços e superações na mobilidade urbana

Tudo isso, como forma de proporcionar mais qualidade de vida aos cidadãos e potencializar o processo de modernização, desenvolvimento urbano e tecnológico do município.

13/10/2021 às 09h58
Por: Redação Fonte: Ascom PMC
Compartilhe:
Foto: Arquivo
Foto: Arquivo

Os desafios em melhorar a mobilidade urbana e o sistema viário de Camaçari, maior em área territorial da Região Metropolitana de Salvador (RMS), são muitos. Porém, mesmo diante de tamanha responsabilidade, a administração municipal assumiu o compromisso em transformar a cidade em um ambiente com boas condições de trafegabilidade, com áreas de fácil acesso e que permita o deslocamento da população que reside em locais mais afastados da região central da cidade. Tudo isso, como forma de proporcionar mais qualidade de vida aos cidadãos e potencializar o processo de modernização, desenvolvimento urbano e tecnológico do município.

Os resultados dessas iniciativas e esforços podem ser percebidos a partir das grandes obras executadas pela gestão municipal, como a duplicação e revitalização do Viaduto do Trabalhador que é composto pela duplicação da estrutura do viaduto, quatro alças, quatro ramos e duas marginais paralelas à Via Parafuso (BA-535), sinalização horizontal, pintura, paisagismo, iluminação, além de melhorias no sistema de drenagem para o escoamento das águas pluviais. No mês de julho, o novo viaduto foi liberado para o tráfego de veículos, o que reflete os impactos positivos gerados a partir dessas intervenções em um dos principais pontos de entrada e saída da cidade.

Em paralelo, também ocorre a requalificação e ampliação do Trevo da Cascalheira, que compreende elementos semelhantes à obra do Viaduto do Trabalhador, pois esse contempla a construção, pela prefeitura, de três alças de acesso e a quarta através da parceria com a Concessionária Bahia Norte (CBN). Além disso, o espaço recebe melhorias na rede de drenagem, sinalização horizontal, paisagismo, iluminação e revitalização do viaduto existente. Ambas as obras se encontram em fase de acabamentos finais e a expectativa é que até o final deste ano, os dois equipamentos sejam entregues à população, a fim de mudar para melhor a vida das pessoas que precisam transitar diariamente por esses locais.

Os investimentos que visam garantir o bem-estar da população não param por aí. Somente nos últimos quatro anos, cerca de 1.000 ruas foram pavimentadas e contempladas com as etapas de meio-fio, sub-base, base e asfalto. O que representa a implantação de 320 quilômetros de malha asfáltica, mais de 800 mil metros quadrados de novos passeios com piso podotátil com intuito de promover acessibilidade para pessoas com deficiência e mais de 40 quilômetros de rede de drenagem, entre a sede e a costa do município.

De janeiro a setembro deste ano, ainda aconteceu a pavimentação de 107 ruas, equivalente a 45 quilômetros de pavimento aplicado na cidade. Os recursos utilizados em uma parcela dessas iniciativas são oriundos do convênio com a Corporação Andina de Fomento (CAF), que oportuniza a consolidação do Programa de Integração e Desenvolvimento Urbano, Social e Ambiental de Camaçari, e demais ações foram feitas com recursos do município.

Os trabalhos de mobilidade urbana continuam a todo vapor na cidade, com a execução de melhorias no Loteamento Joia de Guarajuba, em Monte Gordo, na costa do município. As intervenções acontecem em cinco ruas, com a implantação do sistema de drenagem, que visa prevenir e evitar alagamentos. Os serviços ocorrem na 2ª Travessa Guarajuba 2ª etapa, nas ruas 07, Bem Te Vi, Pero Vaz de Caminha 2 e Gerônimo Marinho. Depois da conclusão desta etapa, as vias serão contempladas com a pavimentação asfáltica, meio-fio e passeios com piso podotátil. Os moradores que residem na localidade serão contemplados com cerca de quatro quilômetros de benfeitorias.

Além dessas ações, a administração ainda intensificou os trabalhos em pontos sinuosos, que apresentavam instabilidades de locomoção e trafegabilidade, principalmente na região da zona rural, o que ocasionou na pavimentação e sinalização horizontal de mais de 47 trechos de estradas vicinais, distribuídos entre a sede e a costa de Camaçari. Desta forma, os esforços somam 42 quilômetros de benfeitorias que alcançaram os moradores das comunidades de Coqueiros de Arembepe, Loteamento Jardim das Mangabeiras, das Ladeiras (Piabas, da Estiva e da Mesqueira), em Arembepe; localidades do Lodo e Tiririca, em Barra do Pojuca; Ligação Brejo da Pedra e Capoeira Feia, Ladeira do Jordão, Ligação Alto da Mira e São Bento, em Monte Gordo; Las Palmas e Cordoaria, em Vila de Abrantes; e na Boa Esperança de Dentro e Fazenda Jessé, em Barra do Jacuípe, dentre outros locais. 

De acordo com a equipe de engenharia da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), estima-se que cerca de 300 ruas foram recapeadas, sendo que mais de 35 ruas por meio do Programa Municipal de Mobilidade Urbana, a exemplo das avenidas Doutor Manoel Mercês, 28 de Setembro e Tupinambás, no Centro; Jorge Amado, no bairro do Ponto Certo; Concêntrica, na Gleba B; Otávio Mangabeira, na Lama Preta; das ruas Francisco Drummond, no Centro; e das vias Nova Camaçari, Itacimirim, Monte Gordo, Arembepe e Abrantes, no bairro do Inocoop. Outros serviços também ocorreram em comunidades como Novo Horizonte, Glebas ‘B’ e ‘E’, e Monte Gordo.

Para integrar os ciclistas, sejam profissionais ou apenas amadores da prática esportiva, a prefeitura implementou de 2017 a 2020 mais de 15 quilômetros de rede cicloviária por meio do Programa de Mobilidade Urbana, com a estruturação de ciclovia e ciclofaixa em diversos pontos da cidade a fim de oportunizar um espaço seguro para a circulação. A expectativa é que esse quantitativo seja ampliado e consiga atingir outras regiões da cidade.

Atenta às solicitações e necessidades dos cidadãos, além destas iniciativas, a administração construiu pontes para facilitar o deslocamento dos pedestres. Os trabalhos aconteceram nas localidades do Botafogo, que faz divisa com a cidade de Dias d’Ávila, com a construção de uma estrutura em concreto; e também na Rua do Toco, sobre o Rio Piaçaveira; nas comunidades do Rancho Alegre, em Arembepe, e Galo Assanhado, em Areias, foram contempladas com pontes de madeira, o que permite apenas o acesso de pedestres. Outras ações ocorreram nos bairros do Burissatuba, Nova Vitória e Gleba C. Atualmente, a prefeitura executa intervenções em duas pontes que fazem parte da Bacia do Rio Camaçari, que são: na Rua Belmonte, que conecta os bairros Phoc II e Camaçari de Dentro, e na Rua Bahia, que interliga as comunidades do Nova Vitória e Natal.

Também faz parte das séries de ações da gestão, melhoramento de ruas não pavimentadas. Nesses locais, são efetuadas melhorias nas vias com o auxílio de máquinas retroescavadeiras e a execução dos procedimentos de sub-base e base com a utilização do material conhecido como brita graduada. Além disso, na cidade ainda acontece a manutenção de vias públicas com a operação tapa-buraco.

“Temos nos mantidos atentos às demandas da população, sempre mantendo a porta aberta para ouvir às comunidades e entender de fato o que precisam, porque o nosso objetivo é proporcionar qualidade de vida ao cidadão, melhorar a vida de quem vive e mora em Camaçari, ofertando mobilidade urbana adequada, boas condições de trafegabilidade e espaços de lazer e convívio social para todas as idades. Queremos transformar a vida das pessoas para melhor”, colocou a secretária da Infraestrutura, Joselene Cardim.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.